A agronomia é a atividade profissional mais presente nas propriedades rurais brasileiras. Essa carreira é citada por 42% dos 2.835 agricultores e produtores de animais de 15 estados de todas as regiões do país, que participaram da 7ª Pesquisa Hábitos do Produtor Rural, iniciativa da Associação Brasileira de Marketing Rural e Agronegócio (ABMRA), realizada pela FNP/Informa.

No total, oito carreiras foram destacadas pelos proprietários e diretores das propriedades rurais participantes da pesquisa. Além dos Agrônomos, o campo é comandado por Médicos Veterinários (9%), Administradores de Empresas (7%), Advogados (5%), Zootecnistas (4%), Engenheiros Agrícolas (3%), Economistas rurais (0,6%) e Engenheiros Florestais (0,1%). 28% das respostas indicaram outras profissões.

A 7ª Pesquisa Hábitos do Produtor Rural ABMRA também mostra que 18% dos entrevistados têm curso superior. Somando os gestores que têm superior incompleto ou curso técnico, o percentual sobe para 32%.

Outra informação importante da pesquisa é a redução da idade média dos produtores rurais, que é de 46,5 anos. Na pesquisa anterior, em 2013, a idade média era de 48 anos. Esse movimento representa que cada vez mais jovens – com formação profissional – permanecem no campo para trabalhar.

Essa é apenas uma pequena amostra das importantes informações que este estudo fornece. Para adquirir a pesquisa completa, entre em contato com a ABMRA (abmra@abmra.org.br)