A Syngenta realizou, em Passo Fundo (RS), mais um Treinamento anual dos denominados Instrutores Mestres da empresa, estes que são capacitados e impulsionados a multiplicar, no campo, os conteúdos recebidos sobre segurança de produtos. Tal iniciativa permite que as boas práticas alcancem os agricultores e reforça um dos seis compromissos públicos assumidos pela Syngenta em seu Plano de Agricultura Sustentável: o de promover a segurança das pessoas por meio de treinamentos sobre o uso correto e seguro de tecnologias. No Brasil, desde 2013, a empresa já capacitou mais de 663 mil trabalhadores rurais.

Para a edição 2017 do Treinamento de Instrutores, foram convidados representantes da entidade do Estado do Rio Grande do Sul, que nasceu da união entre a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural e a Associação Sulina de Crédito e Assistência Rural, a Emater-RS Ascar. O evento contou também com a participação de consultores, especialistas acadêmicos, parceiros e equipe comercial de vendas da Syngenta.

“Como líderes do setor, temos a responsabilidade de contribuir efetivamente para levar a agricultura a um novo patamar, promovendo as boas práticas agrícolas no uso de produtos fitossanitários. Além disso, buscamos sempre compartilhar com a sociedade a nossa visão de como a inovação de nosso setor pode contribuir para um mundo melhor”, diz Edemilson Marzochi, Gerente da área de Stewardship da Syngenta.

Como parte da programação, foi apresentado o Manual de Treinamento dos Instrutores Mestres, e foram abordados temas como armazenamento e transporte de produtos, tecnologia de aplicação, coexistência, manejo e utilização adequados de produtos.

Além dos membros da Emater-RS Ascar, alguns professores e especialistas renomados da área estiveram presentes e puderam trocar informações para gerar mais conscientização quanto à garantia da segurança de produtos. “Este é um público que tem muita influência para contribuir para que nossos objetivos de segurança de produtos coincidam com uma mudança de comportamento no campo, criando de uma verdadeira cultura de manejo consciente. Esperamos que os conhecimentos compartilhados e a interação da Syngenta com a EMATER-RS Ascar, possam auxiliar cada vez mais produtores em suas atividades locais”, concluiu Laércio Luiz Hoffman, Engenheiro Agrônomo da área de Desenvolvimento Técnico de Mercado da Syngenta.

Fonte: AI